quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Por onde eu começo?

Ontem recebi da Rita uma tarefa nada fácil, principalmente porque não basta escrever, é preciso cumprir. “Por onde eu começo?” é um meme para dizer o que posso mudar na minha rotina para ter hábitos que melhorem o mundo que vivo. Fui lá no blog O Futuro do Presente para entender exatamente o que é este meme e a conclusão é simples: Para melhorar o mundo temos que começar a fazê-lo melhor, mesmo que sejamos os únicos a fazer.

Então, Por Onde Começo?

Começo tratando melhor as pessoas, os animais, a natureza e o lugar onde vivo.

Pessoas: Desejar bom dia aos vizinhos. Ceder o lugar em filas e ônibus ao idoso ou à mãe com criança de colo ou grávida. Oferecer-me para segurar a sacola de alguém que está em pé no ônibus. Respeitar o cidadão, o lugar onde ele vive e o trabalho que ele executa.

Animais e a natureza: Cuidar dos animais de rua, dando a eles um destino mais feliz; ajudar instituições sérias que tenham esse propósito. Mostrar que o problema dos animais de rua é do Estado, não um problema particular de “pessoas que não têm o que fazer”. Não desmatar e usar produtos de reflorestamento. Plantar ao menos 02 árvores, uma por mim e outra pelo colega que não plantou. Cuidar do mar, catando o meu lixo e o do colega ao lado que não catou. Poupar água e energia. Evitar materiais descartáveis, principalmente isopor, tetrapark ou outras misturas de plástico com alumínio. Preferir marcas que respeitem a natureza. Separar o lixo orgânico do inorgânico e buscar a reciclagem.

Lugar onde vivo: Manter o ambiente de moradia e de trabalho limpos e tranquilos. Evitar música alta, gritos, telefones altos, cocô de animais e lixo pela rua. Tratar bem as pessoas e os animais, principalmente se fizerem parte dos excluídos, pois já sofrem muito com a exclusão. Andar mais de ônibus ou dividir a carona. Levar o lixo até o repositório mais próximo, evitando jogá-lo na rua, pelas janelas do carro e ônibus.

Pequenos Gestos: Aproveitar bem os alimentos e preferir as frutas da região e da estação. Comprar só o necessário. Dar o que não me serve, mas está em bom estado. Sugerir ou fazer mais e criticar menos. Evitar sacolas plásticas. Emitir opinião verdadeira e positiva ao mundo.

Termino com uma prática financeira necessária: SIMPLICIDADE VOLUNTÁRIA. Não jogue fora aquilo que ainda serve. Não compre por impulso. Use a mesma roupa mais de uma vez, se possível. Prefira alimentos naturais, pois são mais baratos e saudáveis. Viva pela vida e não pela aparência!

Passo pra Alexandre, Cético e Critico; Aurivan, Fator de Pensamento.


Um comentário:

Ana Cláudia Bessa disse...

Oi, Geovana!

Adorei suas posturas sustentáveis!
é isso aí, devemos começar por nós mesmos!

Ano passado eu determinei metas que me ajudaram a dar passos largos na reciclegem e no plantio de árvores, por exemplo.

Você sabia que você pode plantar árvores virtuais?

http://ofuturodopresente.blogspot.com/2007/04/campanha-dia-da-terra.html

Dá uma olhadinha neste post.
Beijos!

ana Cláudia - O Futuro do Presente