terça-feira, 11 de setembro de 2007

Da Bahia ao Uruguai - O Porto, o Centro e a Cidade Antiga

Fazer um passeio para outro país de língua diferente parecia meio complicado, mas percebemos que uruguaios e brasileiros são irmãos e se entendem bem. Os trabalhadores dos hoteis e restaurantes, o taxista, os moradores, todos se comunicaram e nos atenderam muito bem, nos sentimos na Bahia.

Dia 08/09/07, amanhecemos com a intenção de fazer o famoso passeio entre Montevideo e Buenos Aires. Pegamos um taxi com um senhor bem simpático e conversador que nos deixou no porto. O taxi entre o centro e o porto custou Uru$85,00 (R$8,50). Chegando lá, só tinha barca para a Argentina às 17h, então tivemos que mudar o único plano que fizemos a viagem toda: não atravessamos e curtimos o Uruguai, foi bem melhor assim.

Não fizemos pesquisa de pontos turísticos. Saímos andando sem destino, passando por prédios muito antigos e bem conservados. Uma arquitetura muito lind
a que merece ser vista e conservada.

No caminho encontramos um ateliê com fotos, quadros e esculturas. O que chamou realmente nossa atenção e admiração foi o "Taller de Arte Textil" feito pelo artista e diretor da galeria Jorge Sosa Campiglia. O artista reproduz fotos tecendo um tapete num nível altíssimo de detalhe e beleza. O altelier fica na cidade antiga entre Piedras e Rambla Portuária e o email dele é
emontevideano@adinet.com.uy. Um quadro custa U$5000,00.

Continuamos nossa caminhada pela cidade antiga; vimos um grupo de atores que faziam uma filmagem em praça pública e prédios lindos que de tão grandes só conseguimos tirar fotos dos detalhes.


Quando percebemos já estávamos na orla, bem próximos ao centro da cidade onde ficamos hospedados...

... da orla até a chegada ao hotel é outra história...

2 comentários:

Ana Paula Pontes disse...

Geovana,
Que delícia de curtição de viagem, hein?
Faz muito bem em aproveitar.
É o que a gente leva de bom da vida. Essas coisas ninguém tiram da gente, nunca!!!
Beijinhos e obrigada pelas suas visitas ao blog.

Geo disse...

Essa é a maior verdade. Nosso conhecimento e as amizades que fazemos são para sempre. Dinheiro é bom pra aproveitar o que a vida tem de melhor. Abraço.