segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Dona Canô chamou... eu vou

Ontem fui a Santo Amaro da Purificação, Bahia. Terra de Caetano, Betânia e D. Canô. A intenção do paseio era conhecer a Cachoeira do Urubú ou Cachoeira da Mãe D'água, como prefiro chamar. Na bagagem granola, uva passa, pit stop, energético, água, repelente e protetor solar.

Ao chegar na cidade passamos na frente a uma casa antiga branca de portas azuis e, pra nossa sorte, dona Canô estava em pé na varanda tomando sol, acompanhada do seu filho Rodrigo. Nosso guia e amigo Edmilson foi lá e pediu que a visitássemos. Ela cordialmente concordou, conversou e fotografou conosco. A faixada da casa é simples, bonita e conservada como a dona; prova de que a simplicidade é a melhor maneira de viver muito e feliz, pois dona Canô tem 101 anos de lucidez, força e sabedoria.

Seguimos a trilha até as cachoeiras. Passamos por Bambuzais usados em uma fábrica de celulose, vimos o trem de carga, atravessamos o rio, subimos e descemos barrancos...ufa... finalmente chegamos à cachoeira. Curtimos a água cristalina até a temperatura do corpo baixar, depois contemplamos a paisagem. Pena que o baiano não valoriza o que tem, pois tinha um grupo fazendo bagunça, bebendo e deixando lixo no local.

Após a Cachoeira da Mãe D'água fomos conhecer a Toca do Lobo, outro filete de cachoeira. Novamente a bagunça e a baixaria dos meus irmãos baianos, infelizmente. Quando o grupo do pagode saiu, conseguimos ouvir o barulho da água e do mato. As folhas tinham diversas texturas, formatos e tons de verde. Muito bom de admirar.

Voltamos por um caminho interminável de trilhos até chegar à beira da estrada onde aguardarmos a chegada do carro. Pra fechar com chave de ouro, paramos no bar famoso pela cachaça numerada, de todo sabor e pra todo propósito. Após sairmos do bar, ainda fomos tirar as últimas fotos na pracinha da cidade.

Assim terminou esse dia. Em casa só tive energia para tomar um banho e jantar. Dormi cedo e muito, sinal de que o corpo relaxou. Por isso, se "dona Canô chamou... eu vou; dona Canô chamou, eu já me vou, dona
Canô".

Eu era menina e ouvia Betânia cantar "Purificar o Subaé", provavelmente por causa da fábrica de chumbo que existia na cidade. Hoje vejo que pouco mudou em Santo Amaro, pois a cidade está abandonada, o rio morto e o povo não sabe o valor do que tem.

Leiam a reportagem sobre Santo Amaro, o rio Subaé e a contaminação por Chumbo, autor Fernando Gabeira.

Saiba um pouco mais sobre dona Canô.

Purificar o Subaé
Maria Betânia
Composição: Caetano Veloso

Purificar o Subaé
Mandar os malditos embora
Dona d'água doce quem é?
Dourada rainha senhora
Amparo do Sergimirim
Rosário dos filtros da aquária
Dos rios que deságuam em mim
Nascente primária
Os riscos que corre essa gente morena
O horror de um progresso vazio
Matando os mariscos e os peixes do rio
Enchendo o meu canto
De raiva e de pena

Trilhos Urbanos
Caetano Veloso

Composição: Caetano Veloso

O melhor o tempo esconde, longe, muito longe
Mas bem dentro aqui, quando o bonde dava a volta ali
No cais de Araújo Pinho, tamarindeirinho
Nunca me esqueci onde o imperador fez xixi

Cana doce Santo Amaro, gosto muito raro
Trago em mim por ti, e uma estrela sempre a luzir

Bonde da Trilhos Urbanos vão passando os anos
E eu não te perdi, meu trabalho é te traduzir

Rua da Matriz ao Conde no trole ou no bonde
Tudo é bom de vê, seu Popó do Maculelê

Mas aquela curva aberta, aquela coisa certa
Não dá prá entender o Apolo e o rio Subaé

Pena de Pavão de Krishna, maravilha, vixe Maria
Mãe de Deus, será que esses olhos são meus ?

Cinema transcendental, Trilhos Urbanos
Gal cantando o Balancê
Como eu sei lembrar de você


Imagens: O filho Rodrigo, dona Canô e eu; Rafael lá em cima na cachoeira (só com zoom); trem de carga - muito grande; Joelma, eu, Rafa, Marcos, Wagner, Renato andando na linha; eu e Rafa no Bambuzal; cachaça numerada; Renato, Wagner, Edmilson, Rafael, eu, Danilo e Marcos na vista da pracinha.

7 comentários:

Alexsandra Moreira disse...

Cara de passeiozim bom...

bjs

Geovana disse...

Quem mora em Salvador ou vem por aqui em novembro, dia 15/11 tem outro passeio desse, é só falar com ED Eventos (71-8843-7306). Aconselho a não fazer chapinha, viu Alê? Beijos!

Alexandre M. Lima disse...

Passeio massa! Quando terminar essa fase de concursos vou falar com Ed para ver se arranja uma vaga pra mim num desses.

Sofifaruk disse...

Como eu também adoro passear...estou sempre pronta!
Bonitas fotografias, Geo!

Beijo
Sofia

Geovana disse...

Dia 08 de dezembro (acho que é essa data) tem passeio para praia de Diogo (litoral norte) que, dizem, é muito bonita. Se Deus quiser, estarei lá.

Obrigada a todos. Beijos.

Carla Beatriz disse...

Hummm .. Eu quero conhecer a Bahia!

Geovana disse...

Carla, as portas da Bahia e da minha casa estão abertas pra você. Programe-se e venha. Se possível não deixe de conhecer Morro de São Paulo, Chapada (ainda não conheço, acredita?), Itacaré, Linha Verde (Praia do Forte, Barra do Jacuípe e reserva da Sapiranga) e Salvador (Pelourinho, comércio, Barra-Ondina, Stela Maris)

Obrigada a todos pela visita. Beijos.