terça-feira, 30 de setembro de 2008

O benefício do Sol...

Gente, eu sempre disse a Rafa que preciso de sol pra ser feliz, só não tinha base científica para provar isso. Acho que é por isso que meu trabalho se torna chato, porque vivo numa sala fechada com ar condicionado e luz artificial.



Veja a reportagem:

O mau humor poder estar associado com a falta de exposição à luz solar

:: Conceição Trucom ::

Os cientistas têm identificado que existe uma relação entre a depressão mais comum no inverno e a química do cérebro, o que pode explicar porque algumas pessoas sofrem de mau-humor e depressão invernal.

Um estudo da Universidade de Toronto (Canadá) publicado nos arquivos de Psiquiatria Geral indica que as desordens afetivas estacionais estão relacionadas com a falta de energia, a fadiga, o desejo de comer em excesso e a tendência a dormir muito, bem como à depressão.

Esta desordem estacional, que pode debilitar a saúde e produtividade, está associada com a diminuição do tempo de exposição à luz solar, mais comum nos dias mais curtos e escuros de inverno. Esta condição afeta milhares de pessoas no Reino Unido e países mais próximos aos pólos.

Os cientistas dizem que é comum para as pessoas que moram em zonas tropicais terem melhor humor e energia durante os comuns dias ensolarados e luminosos.

Mapeamento do cérebro
Pesquisadores especialistas no assunto realizaram o mapeamento no cérebro de 88 voluntários, entre os anos 1999 e 2003. Durante o outono e inverno foi detectada a atividade de uma proteína que bloqueia a serotonina (*), resultando em maior probabilidade do indivíduo sofrer de humor depressivo. Ou seja, quanto mais ativa é esta proteína, mais baixos os níveis de serotonina no cérebro, maior dificuldade para o cérebro regular a química do humor.

Assim, eles acham que a luz tem um efeito direto na atividade de dita proteína. As pesquisas têm demonstrado que os sintomas da depressão do inverno diminuem quando existe exposição à luz solar durante a parte da manhã. Isto sugere que o tempo de permanência e exposição à luz é mais importante do que a intensidade de luz recebida.

Esta descoberta tem importantes implicações no entendimento das mudanças do humor nos indivíduos sadios relacionadas com as estações do ano bem como a vulnerabilidade das desordens afetivas e a relação com a exposição à luz.

O Dr. Jonathan Johnston, um acadêmico em neurociência da Universidade de Surrey disse: “Os dados indicam que existe uma correlação entre a proteína transportadora de serotonina com as horas de sol luminoso, embora o mecanismo de como isto aconteça ainda não tenha sido elucidado.”

(*) A serotonina é um neurotransmissor, envolvido na comunicação entre as células do cérebro (neurônios). Tem especial influência nos mecanismos do sono, humor e memória. Esta comunicação é fundamental para a percepção e avaliação do meio que rodeia o ser humano, e para a capacidade de resposta aos estímulos ambientais.


Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para o bem-estar e qualidade de vida. Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autora.
Adquira seus livros, visitando o Site.

Email: mctrucom@docelimao.com.br

8 comentários:

Alexsandra Moreira disse...

Com certeza Geo...
Quando eu acordo e vejo o dia nublado o meu astral é outro, fico stressada e mal humorada. Agora de o céu estiver azul tudo fica bem...

bj

Sofifaruk disse...

Eu acho que os dias cinzentos, com chuva ajudam as pessoas andarem mais depressivas, mas um dia de Sol faz com que as pessoas andem com outro espirito.
Eu, sem dúvida também preciso de Sol, adoro o Sol!

Geovana disse...

Pois é meninas, vai chegando o verão e junto vem aquela alegria, vontade de deixar a casa mais bonita, de ficar mais magra, de viajar e fazer coisas legais. O calorzinho do sol é tudo de bom. Bom saber que não sou a única assim.

Beijos.

Sofifaruk disse...

Para nós (no Velho Continente) é mais "vai-se o verão", agora vamos começar com os dias deprimentes,os dias são mais curtos e as temperaturas baixam bastantes, aliás no dia 22 de Setembro começou o Outono e foi-se o Verão, apesar de ainda não me poder queixar...hoje fui dar um mergulhinho á praia, mas a cor do dia já não é a mesma.
Estou a pensar seriamente perseguir o Verão, para onde ele for, vou com ele!:)
Bjs

Geovana disse...

Então vem pra cá. Vc gosta de cachorro,então pode até ficar um tempo aqui em casa, um intercâmbio. ehehe.. tem lugar pra vc e sua mãe.

Sofifaruk disse...

Obrigada Geo!!!:)

Sonhos de Crochê disse...

Cientificamente não posso te dizer algo a respeito mas posso te contar algo que aconteceu comigo. Fui assistir a um filme Highlander- A Ressurreição. O guerreiro imortal torna-se um cientista e constrói um escudo para substituir a camada de ozônio da Terra. Com Christopher Lambert e Sean Connery. Durante a sessão fiquei angustiada, sentia uma pressão no peito, uma agonia ... Quando o filme terminou saí do cinema correndo ... já era noite. A angústia aumentou e no caminho pra casa fui percebendo que era falta do dia, do sol. O filme é todo noturno, no final é que aparece um dia lindo mas não foi suficiente pra mim. Minha agonia só acabou no dia seguinte, com o DIA e o SOL. Nunca esquecí disso, e olha que já fazem alguns anos.
bjs

Geovana disse...

Rita, vou assistir esse filme, parece bem interessante. Uma metáfora para percebermos o quanto esse sol é importante. Se não cuidarmos da Terra em breve o perderemos, seja em céus eternamente cinzas ou em um calor tão forte que não conseguiremos obter seus raios que hoje ainda são saudáveis. Sua impressão é perfeitamente normal, sinal que o filme te passou exatamente o que queria passar.
Beijo.