quinta-feira, 26 de junho de 2008

São João 2008 - Primeiro Dia

Recebi o convite e Alexandre de Rosinha para passar o São João em Ilhéus. Como o dia 24/06 caiu numa terça-feira, o feriado ficou bem grande (o nordestino leva a data a sério). Foram 04 dias de folga e festa. Para evitar a estrada à noite, decidimos sair cedinho, às 5:00h da manhã de sábado, dia 21/06. Após alguns atrasos (Alê e Flávio dormiram além da conta), conseguimos sair às 5:40h. Rosinha, Alexandre, Alexsandra (Alê) e Flávio foram num carro; eu e Rafa no outro.

A viagem em dias normais duraria entre 05 e 06 horas, mas todos tiveram a mesma ideia nossa e o congestionamento se estendeu pela BR 324 até as imediações de Feira-de-Santana.
Diálogo entre mim e Rafa, respectivamente:

- Já andamos quanto?
- Bem pouco, ainda nem saímos de Salvador. Uns 11km
- 11 Km equivale a quanto?
- Já vi que mulher não tem noção de distância mesmo. É como ir e voltar do Farol da Barra a Ondina duas vezes.
- Só? Tá....
......... passa tempo, passa tempo..... acho que umas duas horas ou mais.....
- Já andamos quanto?
- Você não viu? estamos parados, ainda nem chegamos em Simões Filho.
- Isso equivale a quanto % da viagem até Santo Antônio (previsão do fim do congestionamento)?
- Já andamos uns 30Km, uns 10% do percurso até Santo Antônio
- Se não conseguirmos chegar a Ilhéus, ficaremos em Nazaré (logo depois de Santo Antônio, minha cidade natal)
- É, pode ser....
(Trilha sonora... senta que é de menta e chupa que é de uva em 04 versões diferentes)

É claro que trânsito lento é muito chato, por isso o trânsito parou totalmente. Ninguém passava. O jeito foi sair do carro, esticar as pernas, fofocar com a turma do carro de Alexandre e tirar fotos para o blog (tá vendo como pensamos em vocês?). Após um tempo, o trânsito foi liberado e conseguimos seguir viagem com muito fluxo, mas sem congestionamento.
(Alê nos salvou emprestando um CD de mp3, ufa!)

Rafa se empolgou tanto com a pista livre que errou o caminho. Só percebemos quando Rosinha ligou e perguntou onde estávamos. Para retornar, passamos em Conceição de Feira, aproveitamos e compramos dois deliciosos licores de maracujá e menta.

Conseguimos nos encontrar em Santo Antônio de Jesus e seguimos em comboio até Gandu, onde paramos para almoçar e fofocar (desculpe, homem não fofoca, conta "causos").

Finalmente chegamos em Ilhéus, depois de 12 horas de viagem. Fizemos mercado e fomos para casa, descansar e fazer a produção para a festa à noite.
A festa foi em Olivença, terra da família de Alexandre. Lá tem até rua com o nome da avó dele. Olivença foi desenvolvida em terras que foram da família de Alexandre, por isso muito familiares moravam ou moram por lá. Cidade pequena, aconchegante e beira-mar, uma delícia. Crianças soltavam fogos e brincavam, barracas com bebidas e comidas típicas e forró no palco. Dançamos ao som do Fala Mansa, bebemos licor em lindos copos vermelhos (guardamos, é claro) e fomos pra casa descansar para curtir o dia seguinte.

Segundo dia... Uruçura, Itacaré e Ilhéus.... aguardem!

(Clique nas imagens para ampliá-las)
Imagens: Rafa ainda de bom humor, engarrafamento 324, vista de Gandu, meninas em Gandu, abastecendo, vista de ilhéus na chegada (02 fotos), Rosinha e Alê na casa.

5 comentários:

lottery numbers disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Geova Costa disse...

A segunda foto de paisagem foi do dia seguinte, pela manhã. A foto das meninas também, prontas para ir à praia.

Alexsandra Moreira disse...

Obaaaaa.....
Tô adorando a história...
O segundo episódio vai ser tudo de lindoooo.
bjs

Tombazana disse...

Amiga, estou a viajar... lendo este passeio...e vou continuar a viajar convosco!

Beijinhos muitos

Alexsandra Moreira disse...

Epa, epa, epa mocinha... Negativo!
Nós não dormimos além da conta. O taxi que demorou a chegar... Nossa sorte foi um vizinho que estava saindo bem cedo e ofereceu uma carona.
Estou de olho no resto dos episódios e pelo que estou vendo teremos muitas resenhas, protestos...rsrsrsrsrs
bjao