quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Dividir para somar


Finalmente Rafael está voltando, depois de um ano fora, longe de casa. Estou feliz e ao mesmo tempo imaginando voltar e viver com alguém em casa. Pra minha grata surpresa, uma amiga me emprestou a revista Vida Simples que tem uma reportagem sobre este assunto.
Seja com o esposo ou com amigos, é sempre bom ter alguém dividindo o espaço conosco, mas se não soubermos respeitar o espaço alheio, podemos transformar amor e amizade em terror.

Então eu deixo algumas dicas minhas, algumas por experiência.

1. Para os homenos: sua mulher não é sua mãe e nem sua empregada. Arrume suas roupas, limpe o chão e lave o prato que come.
2. Para as mulheres: Se a bagunça é inevitável, arrume um cantinho e coloque tudo o que achar fora do lugar por lá. Roupas, sapatos, a meia do futebol, etc.
3. Perceba se a desorganização não é sua e não diga que bagunça porque já está tudo bagunçado mesmo.
4. Não é porque o outro é arrumado que vai deixar as tarefas para ele. Aproveite e aprenda a se organizar como ele.
5. Contrate uma diarista, 01 ou 02 vezes na semana, mas não a sobrecarregue, faça a sua parte.
6. Ria mais e se preocupe menos com as coisas fora do lugar. Não achou a camisa branca? Use a amarela e seja feliz.
7. Delimite espaços individuais e respeite quando o outro desejar estar sozinho.
8. Quando for ao mercado, compre coisas que agradam aos dois e dividam as contas igualmente. As mulheres comem menos, mas gostam de artigos mais caros (light e diet). Na divisão, não existe diferença.
9. Se ama bichos, case-se com alguém que também ama. Nada pior do que um cachorro bagunçando e um marido (mulher) reclamando.
10. Quando vierem os filhos, lembre-se que a bagunça é inevitável, seja feliz vendo-os crescer e eduque-os para ajudá-los nas tarefas do lar.

Veja a revista http://revistavidasimples.com.br/
Imagem: http://www.benett-o-matic.blogger.com.br/benett_bagunca.gif

3 comentários:

Anônimo disse...

Realmente morar com outras pessoas é difícil. Eu divido meu ap com alguns amigos e a gente se estranha.
Eduardo.

Sonhos de Crochê disse...

Com um marido, duas filhas, um cachorro e uma gata transitando, querida a bagunça é inevitável.
Tenho um marido muito compreensivo que colabora e muito nas tarefas domésticas, cozinha, me ajuda com as meninas ... mas ... a bagunça é minha. Sou lenta, gosto de ... divagar, divagar, sonhar, divagar ... aí quando termino a faxina, tudo arrumado (geralmente no sábado). No domingo parece mais que fizeram festa. Lá vem a bagunça. Dividir ... Conviver ... organizar ... É necessário muito amor, compreensão, companheirismo, respeito, etc., etc., porque conviver com as diferenças É DIFÍCIL!!!!!!!!!!!!!!!!!

Geo disse...

Rita,deve ser realmente uma festa em família, mas a experiência dessa convivência a gente leva a vida inteira. Senti sua falta no blog.

Eduardo, já homens se organizando pra dividir AP. O bom é que são sinceros, falam, xingam e fazem as pazes com futebol e cerveja.
Obrigada pela visita.