segunda-feira, 16 de março de 2009

O Curioso Caso de Benjamin Button

Numa sala de hospital uma senhora conta à filha a história do relojoeiro e depois pede que pegue um diário e o leia em voz alta. Não exatamente o diário dela, mas um diário onde ela estava presente em muitas passagens.

Um relojoeiro famoso perde o único filho na I Guerra Mundial e em homenagem aos soldados mortos, faz um relógio onde o ponteiro gira ao contrário, referenciando para que o tempo pudesse voltar e nenhum pai perdesse seu filho na guerra.

No fim da I Grande Guerra, 1918, nasce uma criança diferente das outras. Sua mãe morre no parto e pede ao pai que cuide do filho. O pai, aterrorizado com a perda e com a aparência da criança o abandona. A criança acha o lar perfeito e a mãe perfeita. Esta criança chama-se Benjamim Button.

O filme trata de vários temas e nos faz refletir sobre a vida.
1. A Velhice nada mais é que a infância retornada, é preciso amar e cuidar dos nossos idosos como cuidamos de nossas crianças.
2. O mais importante na vida é o caminho que traçamos e podemos mudar sempre que estivermos insatisfeitos.
3. A aparêcia é só uma parte de nós. Feios ou bonitos, perfeitos ou imperfeitos somos todos milagres de Deus. Quem acolhe com amor, receberá amor em troca.
4. Para o amor não há idade, o verdadeiro amor não envelhece e nunca morre. Às vezes é preciso deixar o amor para dar a ele a oportunidade de ser feliz.

Uma curiosidade: Todas as fases de Benjamim foram feitas pelo próprio Brad Pitt. Um trabalho de efeitos especiais sutis e muito bem elaborados. Meninas, Brad está lindo demais.

Poderia ficar 167 minutos falando do filme. Digo que essas longas horas passaram e eu não percebi. Quem puder, assista.

Veja detalhes sobre o filme e os efeitos especiais em no G1
.

Título: O Curioso Caso de Benjamin Button
Nome Original: The Curious Case of Benjamin Button
Elenco: Brad Pitt, Cate Blanchett, Kimberly Scott, Jason Flemyng, Taraji Henson, Elle Fanning, Mahershalalhashbaz Ali, Emma Degerstedt.
Direção: David Fincher (Seven – Os Sete Crimes Capitais, Clube da Luta e Zodíaco)
Gênero: Drama, baseado no conto de F.Scott Fitzgerald
Duração: 167 min.
Distribuidora: Warner Bros.

Sinopse: "Eu nasci em circunstâncias incomuns."

10 comentários:

Silvia disse...

Eu adorei ... Vc já viu 'Quem quer ser um milionário?'maravilhoso. Oscar´s justíssimos.Tem um mimo pra você no Longevidade.
beijinho

Geovana disse...

Oi silva, ainda não assisti, mas é o meu próximo da lista.
Vou lá buscar meu presente. Obrigada.

Abraço.

Alexsandra Moreira disse...

Brad Pitt está incrivelmente lindo... o filme é muito bom, apesar de não ter um final feliz (eu adoro final feliz :( ).

bj

Rita de Cassia disse...

Ainda não assistí, ando meio "por fora" de cinema.
Sabe o vestidinho da Gisele? A mãe já é muuuito folgada, eu até estava com vontade de fazer o sapatinho e a tiara mas ...... pensando bem, a mãe ia era me alugar pra fazer um monte de coisas e eu tenho pouco tempo. Faço nos intervalos do almoço.
bj

Cristiane A. Fetter disse...

Estou percebendo que esta menina rude tem um quera enoooooooooooooooooorme pelo Brad?, rs.
bjks

Geovana disse...

Cris, eu tenho um abismo pelo Brad, tudo nele é lindo. Ehehehehe...

Geovana disse...

Alê, vc achou o final triste? Não achei não. Ficar até o último momento ao lado de quem se ama, acho bom demais.

Rosangela disse...

Eu gostei do filme tb, mas achei muuuito lento. Esse negocio de "não perceber as horas passarem" comigo não funcionou. Mas vale a pena assistir. Principalmente pelo Brad..heheheh

Geovana disse...

Oi moça sumida...Imagine que até você que é dinâmica conseguiu ficar sentada 03 horas, sinal de que não foi tão lento assim.... eheheh...
O Bred... ai, ai...

Beijão.

Rosangela disse...

Na verdade eu não fiquei 3 horas sentada, teve um momento que pedi pra o marido interromper para a gente ir almoçar. O filme não me fez esquecer a fome, o que é um mau sinal...hehehehe