quinta-feira, 24 de julho de 2008

A vida vale menos que a ciência?

O uso de animais em experiências científicas gera, a cada dia, novas e inflamadas discussões. Essa semana, lendo a entrevista de Michael Conn, “Seu filho vale menos que um rato?”, publicada na Época e, principalmente, vendo esta foto ao lado (exibida no artigo), tornei a me questionar: Por que o ser humano teima em usar métodos arcaicos para o desenvolvimento da nação? Por que a ciência não evolui em si própria para não usar métodos tão agressivos e que prejudicam seres dotados de emoção e vida? Como essas pessoas se sentem ao seccionar um animal vivo ou injetar-lhe um veneno, uma doença? Será que se sentem bem, inspiradas pela sede de evidência e poder?

A foto é lamentável, dá dó no coração só de pensar que um animal paga pela nossa falta de cuidado com o mundo. A ciência pode evoluir e trabalhar sem cobaias ou com o mínimo possível delas sempre respeitando o sentimento animal, mas não faz, prefere sacrificar animais que nada tem a ver com nossas doenças e anseios.

Usar cobaias é uma involução, é parar no tempo. Se usar animais fosse proibido a ciência já teria evoluído e encontrado outra solução para as pesquisas.
Ainda viverei para ver uma ciência melhor?

5 comentários:

Sofifaruk disse...

Eu espero que sim, que tu e eu e todos, viveremos para ver uma ciência melhor. Só de olhar para esta imagem faz-me tanta confusão, eu neste caso não conseguia fazer o que estes senhores fazem, existem profissões dificeis!

Tombazana disse...

Esta imagem só me dá vontade de chorar...

Muitos beijinhos para ti GEOVA

Geova Costa disse...

A imagem também me causou muita angústia. A carinha dele sem entender nada, clamando por piedade, olhando nos olhos. Pensei muito se a colocaria aqui, mas foi necessário, infelizmente.
Eu também não conseguiria nem fazer o que eles fazem nem conviver com quem faz.
Abraço e obrigada pelas visitas.

Carla Beatriz disse...

Terrível! Pobrezinho do macaco! Usar um animal como cobaia é imperdoável, pois ele não tem como se defender.

Moisés disse...

A ciência está caminhando sim, ainda que na academia também tenha esses senhores com mentalidade dos séculos passados e não consigam pesquisar opções novas.

Veja esta novidade: várias doenças agora já podem ser "cultivadas" em laboratório, eliminando a necessidade dos animais.

A reportagem está aqui: http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=cientistas-replicam-doencas-em-laboratorio-usando-linhagens-de-celulas-tronco&id=3393

[]s
Moisés