segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Apoio aos animais

Sábado eu e minha irmã fomos tentar ajudar o pessoal da Célula Mãe a arrecadar ração, vender ingressos pra um carurú beneficente e buscar associados.
Durante a panfletagem, percebemos o quanto é difícil o trabalho de ajudar os animais de rua. Algumas pessoas recebiam o panfleto e agradeciam, outras nem olhavam, algumas dizam que não tinham dinheiro e, pior, tinham aquelas que soltavam o velho sermão de que é melhor cuidar das crianças abandonadas.

Diante dessa situação, venho aqui fazer uma pequena observação:
Uma criança que respeita os animais se torna um adulto que respeita o próximo. As pessoas que amam os animais dedicam seu tempo e dinheiro a uma causa nobre e ensinam os seus filhos, vizinhos e amigos a serem mais amáveis com o mundo. Esse valor é repassado e atinge a todos, não apenas os animais. É importante cuidarmos das crianças, dos idosos, dos jovens, enfim, de todas as pessoas do mundo, mas esse ato não anula o cuidado que devemos ter com os animais e a natureza.

Ajude um animal e vai querer ajudar todos. É gratificante o carinho que eles devolvem, maior do que qualquer soma em dinheiro no mundo.

Dados da Célula Mãe ao lado, no blog. Site: http://www.celulamae.org

Foto: Achou Nick bonito? Foi achado na rua e hoje é uma alegria para minha mãe, sua adotante.

3 comentários:

Sonhos de Crochê disse...

É claro que muitíssimo importante cuidarmos das crianças, dos idosos, dos flagelados da sêca e das enchentes, etc ... etc ... animais também são seres vivos e que merecem todo tipo de cuidados, alimentação, remédios, carinho e por aí vai. Se não quer ter um animal em casa, pode pelo menos ajudar aqueles que gostam e que têem, ou NÃO MALTRATAR os que estão na rua sem lar. Só não vale tratar animal como gente, gastando com roupas e calçados, bijouterias, perfumes, coisas que até prejudicam o fofinho.

Geo disse...

É verdade. Muitas pessoas, vazias em seus sentimentos, acham que cuidar dos animais é escolher um para ser brinquedo. Animal tem vida própria, sentimentos e vontades. O dinheiro que se gasta em pets, comprando roupas e brinquedos que não serão usados, salvaria a vida de muitos outros animais de rua. As pessoas estão somatizando nos bens materiais o vazio de suas vidas, mas podemos mudar isso em cada um de nós.

Rosinha disse...

Concordo com você e com a Rita. De que adianta ter um animalzinho em casa se não for pra cuidar dele com carinho? Pior: o que se ganha maltratando um animalzinho que já sofre por estar abandonado na rua?